2006-10-12

O Castelo


Estranha pedra preciosa,
Nasces para brilhar,
A sede fez-te vir para lugares escuros,
Lugares onde a luz é regateada,
Vendida no mercado negro das trevas

Vésperas de sábado. O dia promete ser brando, não mostra o sol mas não esconde a luz. Nas ruas o movimento é calmo, fluxo preguiçoso e disperso.
Aproxima-se da janela, deixa-se estar, protegido pelas cortinas que permitem a passagem difusa da rotina lá fora. Ao de leve, com dois dedos, afasta-a o suficiente para mostrar um dos olhos, o esquerdo. É essa visão nítida que o convida a sair. Convencido o espírito o corpo obedece, lava-se, alimenta-se, apruma-se e sai. Leva consigo o espírito que decidiu.

O terreno está livre.
Espera pelo ardor da batalha.
Não se vêem exércitos…
Apenas o silêncio.

O Outono deixou a sua marca, a brisa marítima que atravessa a planície e chega à serra vem saturada, água que se prende ao rosto, à roupa, mas que a temperatura não deixa ser desagradável. Caminha pelo empedrado que preenche a parte velha da cidade. Sobe a rua do Algarve, atravessa o Largo Alexandre Herculano e vira à esquerda pela estrada que circunda o castelo num trajecto de três quartos de lua…Três quartos de paisagem que quase chegam a Tróia…

No castelo moram os meus familiares.
Mortos de outras batalhas,
Feridos de outras guerras.
Jazem, juntos, aos pares.

Vai parando entre campas, entre muros, entre saudades eternas. No recatado sossego destas pedras centenárias apenas aquela mulher de preto desconvoca o silêncio, agrada-lhe ouvir-se gemer. Já a conhece, trocam olhares cúmplices de desgosto, hoje não haverá conversa. Junto à lápide conversa com a mãe, conta-lhe da semana e da nova namorada que ela havia de gostar de conhecer. Dá um beijo ao pai e outro ao irmão mais velho. Do que foi a tragédia lembra o acaso que o deixou vivo. Uma lágrima para a tristeza, outra para a saudade e outra pela felicidade de ter sobrevivido.

Caminho ao largo,
e o som vem dos bosques,
e a erva grisalha do Verão,
manchada de sangue amargo,
relembra-me as vozes na rádio,
a notícia fresca de morte,
algo que não pode ser pago.

Que belo dia…Feriado…Vou telefonar à minha Joana!


P.S. A história não é verdadeira, mas o castelo é…E tem lá dentro o cemitério com as gentes da terra. (Santiago do Cacém)

10 comentários:

pb disse...

Que linda história. Adorei !! Um abraço

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Que bom que voltaste! Que bom reler-te!
Obrigada
Um beijo

copa-rota disse...

" O terreno está livre.
Espera pelo ardor da batalha.
Não se vêem exércitos…
Apenas o silêncio... "

( P.Guerreiro )

O silêncio...ele sim, um adversário temível...aquele que mais luta me dá.

Ferido de outras guerras, deixo um abraço para ti, saudando-te com mais uma música:

" IS SHE REALLY GOING OUT WITH HIM " - Joe Jackson- do magnifico album: " LOOK SHARP "


Bom-fim-semana!

Miguel

Leticia Gabian disse...

Como sempre, vir aqui é garantia de leitura densa a nos por a pensar.
Bom fim de semana.
Beijo

Isabel disse...

Amei... É talvez a tua mais bela história... confesso que me sinto profundamente tocada e encantada.
Lindissimo.

Acabei de postar uma história para a Carolina vem ler para contares à tua Mariana.

Bom fim de semana

Isabel

Francieli Rebelatto disse...

Obrigada pela visita...goistei muito também de suas palavras, do teu cantinho..prometo voltar com mais tempo para ler e comentar..beijos

Luna disse...

A historia não é verdadeira, mas pode ser adaptada a muitas realidades de pessoas
beijos

Anónimo disse...

ola Guerreiro , desejo-te um bom fim de semana .
Respondendo á tua pergunta , nao é tao facil como possas pensar , primeiro tu nao podes por no blog as misicas que tens no PC , só as musicas que estiverem guardadas num servidor , os gajos a quem pagas a Net costumam disponibilzar 50 Mb para isso , o que é muito pouco .
Depois falamos , e ve-se uma forma mais simples de o fazeres

pb disse...

Guerreiro, desculpa estar a meter a colherada, mas eu as musicas que ponho no blog, estão " guardadas " no castpost, tens 100 MB para arquivo e é à borla. O endereço é www.castpost.com , registas-te lá, importas as musicas do pc e é facil de colocar as ditas no blog. Tens tb a hipotese do youtube, www.youtube.com. Um abraço e boa semana d trabalho

P. Guerreiro disse...

Obrigado aos dois pelas dicas. Uma boa semana.