2006-11-22

Manias

mania (Lat. mania, proveniente do Grego mania, loucura), substantivo feminino.

Espécie de perturbação ou excitação caracterizada por aferro a uma ideia fixa;

(fig.) Mau costume; excentricidade; esquisitice; extravagância; desejo imoderado, excessivo.

Agora que estou de posse de todos os dados posso responder de forma honesta ao desafio que me foi lançado…

Primeira – Tenho a mania que sou de esquerda (Espécie de perturbação ou excitação caracterizada por aferro a uma ideia fixa).

Segunda – Ainda fumo, ainda bebo, ainda… (Mau costume).

Terceira – Gosto de me isolar e andar ou então fechar-me e não falar com ninguém. São fases, manias (Esquisitice).

Quarta – Tenho um desejo imoderado, excessivo por música.

Quinta – Imagino-me várias pessoas (Excentricidade).

Foi o que me ocorreu perante a definição de “mania” encontrada no Dicionário Universal da língua Portuguesa (Texto Editora).
Muito mais ficou por dizer como seria de esperar perante a abrangência da palavra.
Possivelmente todas as outras manias têm dias, umas vezes são, outras não.

Um abraço à Isabel

4 comentários:

naturalissima disse...

Foi a analise mais original que li até hoje, neste mundo bloguista!
Confesso que me ri ao te ler desta forma.
Gostei.
Um beijinho
Daniela

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Concordo com a Naturalissima: Foi a análise mais original que li por aqui, mas, sei que foi muito sincera.
Um beijo

pb disse...

hehe, uma orginal forma, de dar forma a uma corrente que por aqui anda a circular !! um abraço

Isabel disse...

Obrigada Paulo.
Gostei das tuas manias todas.
E tenho a segunda a terceira e a quinta tambem... a primeira tenho-a ao contrário, mas hoje em dia que quase todos os meus amigos são de esquerda percebi que de todos sou a mais revolucionária. devo por isso ser a pessoa de direita mais revolucionária do mundo.
O teu desejo imoderado e excessivo por musica eu tenho por livros.
Eu bem sabia que ia gostar de te ler as manias.

Obrigada pela resposta. adorei que tivesses contado do meu alguidar encarnado á tua filha e obrigada pelo abraço.

Hoje lá para os meus sitios a história não dá para contar á tua filha mas a tua presença é um must.

Obrigada,
Bem hajas.

Isabel