2006-09-08

Pensando em coisas boas

Acordei para mais um dia de trabalho, banal acção que me levou à casa de banho, à mesa do pequeno almoço, ao carro, mas fiquemos por aqui. O gesto é quase automático e as consequências simultâneas. Dou à chave, expressão que não reflecte o verbo, o motor começa a trabalhar e o rádio liga-se. Sete e trinta da manhã, o resumo noticiado, talvez comprado a uma qualquer agência noticiosa com justificações economicistas, fala de bola, mais concretamente do presidente do Benfica, o “Caso Mateus” vem a seguir…Mudo para o CD que lá havia deixado…Ian Anderson, flauta, a solo, algo de fora dos Jethro Tull…Bom hoje vou esquecer as coisas más…Parece que não vamos cumprir com o défice apesar de todos os esforços…O país continua a arder, parece que cada vez que vamos à praia pagamos uma taxa de Verão em madeira queimada…Vão subir o imposto sobre o alcoól, podes sofrer, mas se beberes para esquecer…Pagas!
Faltam dez minutos para chegar, tenho de pensar em coisas boas…Claro…Tão fácil, ainda ontem adormeci na sua cama.

Pediram-me há tempos, na cresce da minha filha, a propósito de uma encenação para uma festa de finalistas em miniatura, que comprasse umas fitas. Diz o costume, e aqui falo sem conhecimento, que as fitas são distribuídas por pessoas amigas e da família.
Assim o fiz passando desenhos para cada uma delas, trabalho executado a meias com a minha mulher. Todos escreveram qualquer coisa, a minha sogra esmerou-se e fez umas quadras, felicidades, concelhos, desejos, de tudo um pouco. Só faltavam duas pessoas, eu e a mãe. “Gostas tanto de escrever vê lá se escreves alguma coisa de jeito!!”, “Em casa de ferreiro espeto de pau, não é o que dizem?”, brincámos com a situação mas aquilo deixou-me pensativo. Sei que no final entreguei, um pouco envergonhado, a minha fita com uma frase “Gosto muito de ti”. Não me lembrei mais do assunto até ontem. A minha filha começou nos tempos livres, dentro de dias vai para a primeira classe e ontem chegou muito cansada. Com a mãe a trabalhar fiquei com ela até a levar para a cama, deitei-a, “Pai!”, “Sim filha!”, “Ficas comigo até eu adormecer?”, abraçou-me. Senti-me protegido, tudo fazia sentido, “Eu gosto mesmo muito de ti.” E adormeci.

Cheguei a pensar nela, abri a porta do carro e sorri…Assim está bem!

P.S. http://www.petitiononline.com/fiminc/petition.html. Leiam, tem a ver com a especulação à volta dos terrenos ardidos. Talvez seja mais um dos variados motivos para pôr isto tudo a arder. Vale a pena, que mais não seja por tentarmos. Não é justo alguém lucrar com a desgraça e a destruição…Bem isto já toda a gente sabe. Um abraço e bom fim de semana a todos os que por cá passam.

6 comentários:

pb disse...

rotinas....a minha tb é assim, com a diferença que o cd é o do eros ramazzotti ou da renne oldstead, noticias ? já desisti de ouvir, transito ? para que ? não me resolve o problema da fila...pensamento no café que me espera á chegada, para espantar os resquicios da noite, por vezes mal dormida...um abraço e bom fim de semana

PS: já me esquecia, não me vou embora sem dar beijinhos ( muitos )na filhota e sem fazer festas no cão...

copa-rota disse...

" E lá se vai...mais um dia... "

Deliberadamente ou não, achei interessante a forma como escreveste " CRESCE " e não CRECHE como vulgarmente se escreve,( nem tampouco sei qual a forma correta pra ser franco )de qualquer modo, prefiro o modo que escolheste, Paulo.

O abraço sentido dum filho que nos ama, deve ser uma sensação e tanto... um verdadeiro elixir de motivação, penso eu...
Parabéns pela tua filhota, estou certo que é o teu orgulho.

Um abraço e mantém-te, " Thick as a brick "...

Bom fim-de-semana,

Miguel

copa-rota disse...

P.S. Gostei imenso do teu desenho, Paulo... já é o 2º que vejo e, em ambos os casos, denotas um grande vigor e liberdade no traço.

No tracejado de luz e sombra, fizeste-me lembrar a técnica utilizada por alguns pintores Holandeses, Franz Halls em particular... acima de tudo pela forma bem conseguida, como tratas os volumes.

Nota: Não estou a comparar o OLD MASTER contigo ( eheheh ), o teu traço apenas me sugeriu algumas semelhanças.

Embora frequentasse as Belas-artes na adolescência,considero-me um autodidacta, pois abandonei os estudos muito cedo, sem concluir qualquer curso. E quanto a ti, também és autodidacta na pintura?

Já'gora, mais uma coisa: O material utilizado neste desenho, é pastel óleo?

Seja como for, gostei imenso, Paulo... parabéns!

Um abraço

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Meu irmão, como te adoro! Li e reli este post e chorei. Chorei com saudades tuas, de minha sobrinha, de minha cunhada Linda. Chorei com saudades de nós os dois,horas a fio a conversar, de quando caminhavamos a pé do papalagui para o vermelhinho sempre na risota, chorei com saudades de como me olhavas com esses olhitos doces e protectores. De quando me ralhavas ou chamavas à atenção por algo, de quando me ensinavas, me contavas os teus segredos...

Imagino-te com a Marianita e fico comovida. A vida tem-nos dado tanto e de tão bom.

Lembrei-me também das horas em que discutiamos politica, de quando discordavamos, mas como acabavamos sempre abraçados e a rir.Como ontem, apesar de longe um do outro, abraçaste-me.
Desculpa...acho que também ando ansiosa com a entrada de minha sobrinha na escola primária: vai ser um grande passo para ela e um dia inesquecivel para vós. O regresso à escola da Ritinha também me dá ansiedade e tudo isso e mais alguma coisa fez-me ficar parva, chorona.
Obrigada pelo teu abraço de hoje!Estava a precisar. É uma luta bem mais dura do que imaginei...
Beijos para todos..um abraço daqueles para ti

P. Guerreiro disse...

Nem eu tinha reparado no que fiz...Agora que releio aquilo que me saiu por instinto percebo-lhe o sentido. De qualquer maneira a forma correcta é "Creche".
Quanto ao desenho é fruto da experiência e não do ensino que larguei por volta dos dezoito. A vida tem sido, para o bem e para o mal, o meu professor...
Sim é pastel óleo trabalhado com espátula, uma pequena brincadeira de quem se diverte muito.

PB Também lhe dou muitos beijos antes de sair, os primeiros voluntários, todos os outros num jogo "Paiiii...mais um beijinhoooo!!".
Várias são as vezes que chego tarde...Mas sempre com pena de não ter dado mais um...beijinho.

Misteriosa disse...

Olá meu amigo
já tentei deixar um coment,mas o meu pc não anda bom não consegui.
Eu sou mesmo uma teimosa não desisto assim :)))
vim aqui outravez .desta já deu ufa...
deixo te o meu
:)))))))))))
beijooooooooo